Estudo revela que 88% das exchanges do mundo querem a regulamentação

o que são criptomoedas e como elas funcionam

Estudo revela que 88% das exchanges do mundo querem a regulamentação

Uma pesquisa realizada por uma empresa de pagamentos Mistertango, revelou que 88% das exchanges ao redor do mundo querem a regulamentação do mercado.

 

O estudo mostra que o mercado criptoeconômico quer fazer parte do sistema formal e não ficar marginal, ao contrário da percepção pública.

 

A pesquisa tomou como fonte as respostas de 24 exchanges em todo o mundo com volume de trading diário de $ 100 milhões.

 

Segundo as exchanges, uma regulamentação do mercado pode trazer uma maior estabilidade nos preços das criptomoedas e criar um ambiente mais seguro.

 

“O mercado de criptomoedas está clamando por uma regulamentação e os parceiros têm demonstrado isso. A incerteza é  um grande temor e a regulamentação é fundamental para promover a estabilidade que precisamos. Infelizmente, ainda não há um consenso regulatório e para que as criptomoedas caminhem rumo à escala e a presença das moedas fiduciárias, ela precisa de regulamentação coerente, ponderada e abrangente. Assim, a regulamentação será um catalisador, não um inibidor do desenvolvimento do mercado criptoeconômico.” Afirmou Gabrielius Bilkštys, Gerente de Negócios da Mistertango.

 

No entanto, 17% dos entrevistados afirmaram, também, estarem receosos que uma regulamentação muito rigorosa possa acabar com o desenvolvimento do mercado, embora acreditem que algumas ameaças do passado seriam resolvidas.

 

“Até agora, o mercado não teve voz na regulamentação. Tem sido amplamente suposto que as empresas de criptomoedas querem evitar um ambiente regulamentado, mas isso está longe de ser verdade. Estamos cientes de que a regulamentação levará à maturidadd do mercado e garantirá que as empresas permaneçam livres de suspeitas de envolvimento com usos ilegítimos de criptomoedas.” Disse Oleksandr Lutskevych, CEO da CEX.IO, uma das principais exchanges.

 

Embora o anonimato – ou, no caso da maioria das criptomoedas, o pseudoanonimato – tenha sido uma das maiores atrações do mercado, 55% dos entrevistados estão dispostos a esclarecer os clientes que negociam em suas plataformas processos KYC / AML, como é feito com serviços financeiros tradicionais, em uma tentativa de tornar os criptoativos livres de usos ilegais.

 

Alguns dos entrevistados acreditam que os bancos têm o poder quando se trata de adoção de criptomoedas.

 

Cerca de 40% das exchanges no estudo acreditam que “reduzir as barreiras ao financiamento da atividade de criptomoedas pelos bancos melhorará a aceitação”. Esse é um dos fatores que impulsionam a adoção na Coreia do Sul, conhecido como um dos maiores mercados de comércio de criptomoedas.

 

O Shinhan Bank, o segundo maior banco do país, oferece bolsas locais com contas bancárias virtuais, que os operadores também podem usar para retirar e depositar sem ter que usar sua conta bancária real.

 

Os entrevistados acreditam que uma mudança na atitude dos bancos terá um impacto maciço na aceitação global de criptomoeda, mas que isso só pode ser alcançado se a indústria for regulamentada.

 

Fonte: CCN

 

 

Comentários

comments

%d blogueiros gostam disto: